Raças de Gatos: Pelo curto inglês (British Shorthair)

Pelo curto inglês (British Shorthair)



Descrição da raça

O corpo de um gato da raça British Shorthair é curto e sólido, seu pescoço sempre irá aparecer curto e grosso, possui pernas curtas e fortes. Um exemplar da raça aparece com certa redondeza uniforme, cara e bochechas são bastante redondas e seus lábios costumam ser sinuosos. O sorriso do famoso gato de "Cheshire" de "Alice no País das Maravilhas" foi inspirado neste gato. Seus olhos e orelhas são totalmente arredondados e separados. Seu nariz se apresenta curto, porém bem definido. Algumas linhagens possuem nariz mais curto do que outras.

É um gato que possui um bom tamanho para ter em casa, sólido e massudo, alguns machos podem se tornar bem grandes. O British é forte e saudável, além de muitas vezes os gatos de sexo masculino apresentarem certa virilidade.

O British Shorthair costuma ser uma raça de desenvolvimento bastante lento. As fêmeas da raça deverão ser menos robustas do que os machos em todos os sentidos. O tamanho poderá ser de médio para grande, seus olhos são grandes, redondos e bem abertos.

Sua pelagem deverá se apresentar curta, muito densa, rente ao corpo e também firme ao toque.

Origem da raça

O British Shorthair, que também é conhecido como Pelo Curto Inglês, é uma das raças consideradas mais antigas do mundo, sendo descendentes de gatos domésticos que chegaram à Inglaterra juntamente com exércitos romanos. Facilmente se adaptaram a nova terra e ao clima.

Estes gatos que os romanos levavam para viajar pela Europa eram descendentes domesticados de gatos selvagens africanos, e contavam com a função de caçar pequenos roedores. Estes gatos isolados do continente europeu passaram a ter um tipo característico diferente da raça que existia no restante da Europa. O aprimoramento da raça do British foi feito através de um trabalho seletivo.

Ao que se sabe a primeira apresentação desta raça teria acontecido por volta de 1871, na cidade de Londres, sendo que nessa exposição, ela obteve um espaço de destaque, sendo assim considerado um gato tipicamente de raça inglesa.

Como o Pelo Curto Inglês é um gato extremamente inteligente e que aprende com muitas facilidades truques, é a raça preferida dos treinadores para filmes em Hollywood e também comerciais de televisão.

Esta raça certamente é uma das raças mais antigas catalogadas. Acredita-se que os primeiros exemplares teriam chegado à Inglaterra por volta de 50 D.C. Aos poucos devido a mudanças do clima local ele foi modificando a sua pelagem.

Suas características apresentadas atualmente pela raça se tornaram marcantes a partir do século XIX devido ao escritor Harrison William Weir. Este escritor selecionava os melhores exemplares da raça e promovia cruzamentos, aprimorando assim essa espécie que pode ser encontrada chamada pelo nome de "British Blue" devido a sua tonalidade cinza azulada em sua pelagem.

Weir ficou popularmente conhecido como “The Father of the Cat Fancy” que significa o pai do gato chique, organizando a partir de 1871 o primeiro concurso de gatos na Inglaterra e ainda foi o fundador e presidente do Clube Nacional de Gatos do país. Certamente a grande estrela da competição, foi o British Shorthair.

A partir do século XX o British Shorthair, que era considerado como o gato padrão da família britânica teve a sua população bastante diminuída principalmente nas épocas de guerras mundiais. Houve inclusive a tentativa de cruzamentos com outras raças como animais de tipo persa, apesar disto a associação nacional de gatos não aceitou esta modificação.

Não é um gato muito popular fora da Inglaterra. Nos Estados Unidos é tido como raro, e no Brasil a situação é a mesma.

Atualmente a mortalidade e as modificações genéticas cada vez mais diminuem o número de gatos British Shorthair.

Um exemplar do Britsh Shorthair é relativamente caro se for considerado com raças mais populares, seu preço varia entre R$ 500 a R$ 1100 por filhote, dependendo do padrão e a linhagem do filhote.

Comportamento da raça

O British Shorthair é companheiro de toda à família, possui um caráter tranquilo, bastante sociável e com um incrível senso de dignidade e independência. Adora brincar tanto com as crianças como também com os cães.

Dentre as suas várias características possui dotes de caçador, apesar de ter um porte robusto é bastante manso e enfrenta todas as situações com muita calma.

É um gato bastante independente, apesar de ser extremamente afetuoso. Está sempre alerta e interrogativo, gosta de seguir seu dono por quem sempre é muito apegado. Sua personalidade costuma ser extremamente doce, adorável, afável e tranquila. A raça é descrita como a mais próxima ao temperamento de um cachorro, apesar de ainda ser sereno. Por ter estas características, dificilmente é abalado por alguma coisa ou perturbado, parece muitas vezes que nada o aborrece. E ainda permanece como um pequeno filhote por toda a sua vida.

Seus miados são muito raros, e quando acontecem são baixos, costuma ser muito quieto. O British é muito fácil de cuidar, como a sua pelagem não embaraça, ele poderá ser penteado ocasionalmente. É um animal de estimação ideal tanto para casas mais quietas como também para casas onde as pessoas são mais ocupadas. É um dos gatos mais fáceis de se conviver. É uma escolha perfeita para uma família que seja ocupada, porém que vai o amar e o cuidar apesar de não poder oferecer horas de atenção. Devido a sua estrutura resistente, muitas vezes os homens são atraídos por este gato.

Saúde da raça

Por ser um gato considerado independente, o British Shorthair prefere ter seu espaço próprio. Sai cama deverá ser exclusiva e mesmo quando está sentado não gosta que as pessoas ou mesmo outros animais possam invadir a sua área.

Sua caixa de areia deverá ser colocada em locais ventilados e de fácil acesso já que o gato não gosta de fazer muito exercício. Apesar de ser um gato considerado saudável, em raros casos o gato desta raça é acometido a alguns problemas de saúde. Os dois maiores problemas de saúde encontrados na raça British Shorthair são a chamada cardiomiopatia hipertrófica (CMH) e Hip dysplacia (HD). De 300 gatos é possível se ter 20% desta população de gatos do sexo masculino com este tipo de problema. A prevalência do HD, porém é desconhecida.

Importante

Os animais são uma vida, não são brinquedos e tampouco enfeites. Ame-os e respeite-os. Pense muito antes de adotar um pet, eles precisam de muita atenção e carinho.

Fonte: Fofuxo / FIFE: Fédération Internationale Féline
Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org

Raças de Gatos - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página