Raças de Gatos: Manx

Manx



Descrição da raça

O Manx é uma raça de gato doméstico bastante interessante e por que não dizer diferente. Este gatinho possui uma particularidade, que nada mais é do que uma mutação que reduz a sua cauda, mas na maioria dos casos são mais conhecidos como sendo sem cauda, uma característica marcante da raça.

O felino da raça Manx possui uma cabeça redonda, com um focinho também arredondado, queixos fortes, a testa larga e o pescoço curto. Seu nariz é médio e largo, direito na Grã-Bretanha e curvo nos Estados Unidos. A ponta de seu nariz deverá condizer com a coloração de seu pelo. Suas orelhas devem ser largas na base e médias em relação à cabeça, espaçadas entre si e apontadas para fora. Suas pontas deverão ser levemente arredondadas. Seus olhos são redondos, grandes e sempre alertas formando um pequeno ângulo com o seu nariz.

Seu corpo deverá contar com uma estrutura forte, atarracado, com uma boa estrutura óssea e ancas arredondadas, mais algas do que seus ombros. Suas coxas musculosas deverão dar um porte atlético e distintivo a raça de forma que quando o pegamos no colo, temos a impressão de que o gato Manx é mais pesado do que realmente é. Suas pernas dianteiras são curtas e afastadas, já suas pernas traseiras são mais longas, podendo dar ao Manx um andar um pouco saltitante, semelhante a um coelho, característica que nos Estados Unidos é levada em conta como um defeito. Os machos da raça poderão ser ligeiramente maiores do que as fêmeas.

Origem da raça

Existem grandes mistérios acerca da origem do gato da raça Manx, devido a sua formação corpórea existem diversas lendas que tentam explicar a origem do Manx. Um exemplo disto é que antes do felino entrar na arca de Noé, tinha cauda e a porta bateu e acabou lhe cortando a cauda. Outra lenda fantasiosa é que salteadores irlandeses ou mesmo Vikings roubariam gatinhos, pois suas caudas eram consideradas como amuletos de boa sorte. Apesar de todos estes mitos e estas fantasias, provavelmente o gato Manx é o resultado de uma mutação genética que foi reforçada por séculos da chamada endogamia na Ilha de Man, de onde os gatos são originários. Junto com gatos taillennsess podem ter vindo em sua criação um gene recessivo para o seu pelo longo.

Outra versão que pode ser citada é que a raça teria chegado à ilha de Man na Inglaterra, há mais de 300 anos atrás, através de mercadores que vieram da região do Extremo Oriente de diversos países não somente da Tailândia, e que o isolamento da ilha teria permitido que a ausência de cauda se mantivesse até os dias de hoje. Diversos registros encontrados na ilha dizem que o Manx é uma mutação de gatos domésticos, outros dizem que poderão ter origem no chamado Inglês de Pelo Curto.

Os Gatos da raça Manx, porém só passaram a ser exibidos em mostras de gatos com um distintivo e uma ortografia moderna de “Manx”, a partir do final de 1800. Foi nesta época que alguns shows eram realizados exibindo espécimes que eram vendidas ou mesmo exibidas por curiosidade.

O Manx foi um dos primeiros exemplares reconhecidos pela Associação Cat Fanciers (CFA) tornando o gato da raça com pedigree a partir de 1908. Existem, porém registros sobre a raça na América do Norte apenas a partir dos anos 20.

Comportamento da raça

O gato da raça Manx costuma ser bastante amigável, muito ligado a sua família e com uma energia indescritível. Podem até mesmo saltar mais alto do que possamos imaginar, não sendo algo difícil, quando os deixamos sozinhos, e os encontrar em um ponto elevado da casa sem sabermos com ele parou lá é algo muito comum.

Diversos donos de gatos da raça Manx disseram certa vez que se fosse um carro, os gatos desta raça seriam um com uma boa aceleração e que tivesse uma boa estabilidade em curvas rápidas.

Os felinos desta raça costumam ser muito parecidos com um cão em algumas características, como a tendência de buscar objetos e brinquedos e muitas vezes os enterrar. Outra característica particularmente estranha é que eles são muito ligados à família, e dificilmente se acostumam com outros donos senão os seus, apesar de serem amigáveis e carinhosos com outras pessoas ou até mesmo visitas.

Além disto, é um felino muito inteligente e ágil, capaz de utilizar suas patas para entrar em armários ou mesmo para abrir portas. É um amante sem igual de companhia humana, devendo ter uma conversa com seus donos com a sua voz doce e trincada. Alguns Manx ainda dão todo o seu amor a uma única pessoa, enquanto que outros são carinhosos para toda a família inclusive as crianças.

O Manx também é muito inteligente, por isso procure desafiar o seu cérebro e o mantenha interessado na vida, o ensinando alguns truques e lhe fornecendo brinquedos de quebra cabeças que irão o recompensar com ração ou guloseimas quando aprende as manipular.

Procure sempre escolher um gatinho de um criador que levanta ninhadas em casa e os trata desde cedo. Cumprir pelo menos um e idealmente ambos os pais para poder garantir que ele conte com um temperamento agradável.

Saúde da raça

Todos os gatos possuem um grande potencial para desenvolver problemas de saúde genéticos, assim como todas as pessoas que tem o potencial de herdar doenças. Filhotes saudáveis não impedem que futuramente possam existir animais de estimação doentes.

A falta da cauda em um Manx nem sempre é algo benigno. Alguns possuem defeitos graves na coluna vertebral o que acarretam em sinais neurológicos como problemas de defecar e urinar. A maior parte dos gatinhos Manx que possuem este tipo de problema são identificados pelos seus 6 meses de idade e tem de ser submetidos à eutanásia. Não faz mal se esperar para ter o seu gatinho em casa até que você esteja certo de que ele não sofre de algum destes tipos de problemas. Procure ainda evitar gatinhos que possuam problemas para caminhar com uma postura rígida, e não compre de um criador que não lhe forneça uma garantia de saúde escrita. Lembre-se ainda que um animal de estimação é uma grande responsabilidade e por isso procure o manter saudável sempre para que não passe por problemas depois de adulto.

Importante

Os animais são uma vida, não são brinquedos e tampouco enfeites. Ame-os e respeite-os. Pense muito antes de adotar um pet, eles precisam de muita atenção e carinho.

Fonte: Fofuxo / Associação Cat Fanciers (CFA)
Foto: Helmi/Reprodução

Raças de Gatos - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página